Total descaso

Inconsequente, para não dizer irresponsável, a decisão da prefeitura de Búzios, em trazer mais uma vez para o campo da SEB o show de uma banda popular. Desta feita, em homenagem aos 27 anos da cidade, a prefeitura organizou no sábado, 12 de novembro, um show do grupo de tecnobrega (o que diabos será isso?) Barões da Pisadinha - o que atraiu gente da região inteira. E que causou caos total no trânsito.



Principalmente para quem entrava na cidade. Às 8 da noite o engarrafamento já estava no trevo do Ceceu, em Manguinhos. É bom que se diga que essa situação está virando corriqueira, mas ontem a noite a coisa foi maior que nunca. Do pórtico ao centro se lavava quase uma hora. As vans que vinham de bairros como Cem Braças, José Gonçalves, Rasa e adjacências passaram a fazer bandalha (a palavra é essa mesmo) e seguiam viagem pelas ruas estreitas de Geribá, entrando no trevo do Shopping 5.000 e saindo em frente a Delegacia Legal, já no bairro da Ferradura. O percurso também não era limpo, pois muitos motoristas optaram pelo mesmo trajeto.


O papel de um governo sério e comprometido com sua população é evitar transtornos, e não os criá-los. Búzios só tem praticamente uma via de acesso entre o continente e a ponta da península. Não é aconselhável atrair uma multidão para o que se considera ainda, o Centro da cidade. A verdade é que estamos errando desde sempre. Quando o distrito virou cidade e tínhamos que dotá-lo de estruturas administrativas, o primeiro prefeito errou feio ao implementar na ponta da península os prédios da prefeitura, fórum, delegacia, secretaria de saúde e escolas. O que gera engarrafamentos constantes no dia-a-dia. Até o Colégio Paulo Freire, voltado para o ensino médio fica no bairro da Ferradura e vejam só, a maioria dos alunos são dos bairros da periferia.


Geograficamente, o centro de Búzios fica naquela região onde temos o Hospital e o prédio do Detran. Aquela área é a ideal para implementação de prédios públicos como prefeitura, secretarias, delegacia, fórum, rodoviária, etc. E também o mais indicado para shows e eventos de grande apelo popular. Está ao mesmo tempo de viajem tanto para quem sai do bairro dos Ossos como para quem sai da Rasa.


Um show como o que aconteceu no ultimo sábado, ficaria melhor para todos se fosse no continente pois se chegar ao Centro foi difícil, mais difícil ainda era voltar. É que depois de certa hora, as vans das cooperativas que fazem o trajeto entre o Centro e a periferia reduzem a frota por uma questão lógica. Finda apresentação, que acabou cedo, diga-se de passagem, centenas de crianças e adolescentes, dotados de coolers cheios de bebidas alcoólicas tomaram as ruas em torno da Praça Santos Dumont, e Orla Bardot.

Nenhuma fiscalização e lixo por todos os cantos, foi o que se viu sem falar na quantidade de relatos de roubo de bolsas, carteiras e celulares o que traz a tona a falta de segurança em um evento como esse.



Nossa cidade tem um Plano Diretor. Que logo será revisto. É preciso atentar para esses detalhes. Grandes eventos como o Encontro de Motos e shows populares não cabem mais no centro da cidade. E por mais que alguns comerciantes que só visam o lucro de qualquer maneira, e que veem nesse acontecimento um momento para ganhar uns trocados esperneiem, essa é a pura verdade.


12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo